BOAS VINDAS 2

MENU

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

Carregando...
Loading...

NOVELAS

sábado, 24 de novembro de 2012

GABARITO OFICIAL DO ENEM 2012 DIVULGADO PELO MEC





O Ministério da Educação (MEC) divulgou na última terça-feira, 6, os gabaritos oficiais do Enem 2012, realizado no fim de semana. Nenhuma questão foi anulada, apesar da contestação de cursinhos pré-vestibulares.
Clique no caderno e veja o gabarito das provas do sábado, 3 (Ciências Humanas e Ciências da Natureza)

Caderno 1 - Azul
Caderno 2 - Amarelo
Caderno 3 - Branco
Caderno 4 - Rosa


Clique no caderno e veja o gabarito das provas do domingo, 4 (Linguagens e Códigos e matemática)


Caderno 5 - Amarelo
Caderno 6 - Cinza
Caderno 7 - Azul
Caderno 8 - Rosa

via canguaretama em chamas

terça-feira, 8 de maio de 2012

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Odiar o seu trabalho pode deixá-lo doente





Pesquisas já falaram sobre isso, mas é uma conclusão que qualquer um pode chegar facilmente: quando você trabalha em algo que não gosta, acaba se sentindo infeliz.

Agora, mais estudos descobriram que, além da felicidade, continuar trabalhando em um emprego que você odeia pode afetar também sua saúde.

Funcionários que continuam em um trabalho por um sentimento de obrigação são propensos a vários problemas de saúde, incluindo estresse, exaustão e esgotamento.

O estudo analisou 260 trabalhadores de uma variedade de indústrias para ver se algumas formas de compromisso com uma organização poderiam ter efeitos prejudiciais, tais como exaustão emocional.

“Pode ser que, na ausência de um vínculo emocional com a organização, o compromisso com base na obrigação seja experimentado como uma espécie de endividamento, uma perda de autonomia que é emocionalmente desgastante ao longo do tempo”, disse a coautora do estudo, Alexandra Panaccio, professora na Universidade Concordia, em Montreal, Canadá.

Os empregados que permaneceram em organizações por um sentimento de obrigação ou falta de outras opções de trabalho eram mais propensos a ter problemas de saúde mental e física. Também, as pessoas com maior autoestima eram mais fortemente afetadas pela falta de opções de emprego.

Segundo os pesquisadores, os empregadores podem tentar combater esses problemas. “A implicação é que os empregadores devem tentar minimizar esse tipo de compromisso entre os funcionários através do desenvolvimento de suas competências, aumentando assim o seu sentimento de mobilidade e, paradoxalmente, contribuindo para que eles queiram ficar na organização”, concluiu Panaccio.[LiveScience] via
http://hypescience.com

7 rituais de acasalamento esquisitos



Os animais dão extenso material para histórias esquisitas. Principalmente quando se trata de sexo. Alguns são engraçados, outros exigentes e alguns até são violentos; nada que pior do que os seres humanos, que podem ser tudo isso ao mesmo tempo.
1 – NECESSIDADES PANDAS SELVAGENS



Pandas fêmeas ovulam apenas uma vez por ano, com uma janela de 36 horas durante a qual podem engravidar (você não queria ser um panda macho, né?).

É um dos motivos pelo qual são uma espécie em extinção. Pandas em cativeiro muitas vezes não conseguem acasalar dentro desse prazo. E embora alguns programas de reprodução em cativeiro tenham tido sucesso com pandas gigantes, a maioria tem contado com inseminação artificial.

Um problema pode ser falta de motivação. Na natureza, os machos se reúnem em torno de uma fêmea e competem por uma chance de acasalar, altura em que os níveis do seu hormônio sexual testosterona aumentam em seu sangue. Em zoológicos, essa falta de concorrência pode ser problemática.

A nutrição também é crucial. Pandas conservam a sua energia, mantendo os níveis de testosterona relativamente baixos, até encontrarem uma fêmea. Isso está ligado ao fato de que o bambu que os animais comem lhes dá relativamente pouca energia. É tão pobre nutricionalmente, que os ursos têm que consumir cerca de 20 quilos por dia para obter calorias suficientes.

Esta ligação direta entre reprodução e nutrição faz com que a destruição de seu habitat seja ainda mais problemática para os ursos.

Conclusão: os pandas gostam que seja difícil. Se deixados a si próprios, em um habitat rico em bambu, os animais se sairiam muito bem.
2 – OPS! FÊMEA OU FÊMEA?



Não são apenas os pandas que sofrem para se reproduzir em cativeiro. No Jardim Zoológico de Londres, no Reino Unido, funcionários recentemente descobriram que seu casal de aardvarks (Orycteropus afer, um mamífero africano) eram na verdade ambos do sexo feminino.

Notoriamente, é difícil dizer o sexo de aardvarks, porque suas genitálias são internas. Mas, segundo empregados do zoológico, os animais “se dão muito bem”. A Sociedade Zoológica de Londres está atualmente buscando um macho para apresentar ao seu par de fêmeas.


3 – PATAS EXIGENTES E PATOS VIOLENTOS



O pato tem uma vida sexual muito complicada. Ambos os patos machos e fêmeas têm genitália incomum: os machos têm pênis em forma de saca-rolhas, enquanto as fêmeas têm tratos vaginais labirínticos com um número de “becos sem saída” que não conduzem ao útero.

Enquanto os patos machos tentam, muitas vezes agressivamente, acasalar com as fêmeas, as fêmeas evoluíram a capacidade de fechar seu trato reprodutivo verdadeiro ao esperma de parceiros indesejados (estupro animal?).

Algumas patas também parecem ser capazes de dizer se seu parceiro é saudável. Pesquisas mostram que patos machos têm sêmen antibacteriano, e quanto mais fluido antibacterial tem, mais brilhante a cor do seu bico é.

As fêmeas provavelmente usam essa cor como uma indicação visual para escolher um parceiro e evitar doenças sexualmente transmissíveis.
4 – COALAS CANTORES



Demonstrações elaboradas muitas vezes são parte crucial do ritual de acasalamento na natureza.

Por exemplo, a época de acasalamento transforma os geralmente tranquilos coalas machos em animais berradores. E, quando os machos começam a gritar, as fêmeas procuram o com a voz mais impressionante.

A anatomia do trato vocal dos coalas é tão incomum e especializada que eles são capazes de produzir sons que os fazem parecer muito maior do que realmente são.
5 – DE BUNDA PARA ELAS



Enquanto danças para impressionar parceiros são comuns no mundo das aves, bustards grandes, uma das maiores espécies de aves voadoras, desenvolveram um outro truque para se tornarem mais atraentes ao acasalamento diante do sexo feminino.

Um estudo observacional revelou recentemente que as aves se levantam e apontam seus “bumbuns” para o sol, tornando suas brilhantes penas da cauda branca mais visíveis para as fêmeas.
6 – INSETOS FÊMEAS PREDADORAS



Existem incontáveis hábitos de acasalamento estranhos e até macabros no mundo dos insetos.

Fêmeas louva-deus predam machos enquanto eles ainda estão tentando copular com elas. Há também muitas espécies de aranhas onde a fêmea é conhecida por devorar o macho depois do sexo.

Em viúvas negras, as espécies mais infames nesta prática, o ato parece ser mais sobre a necessidade nutricional do que um estranho hábito sexual.

Um estudo de 2011 mostrou que machos da aranha viúva negra tinham um truque para evitar serem comidos. Eles são capazes de farejar uma fêmea bem alimentada simplesmente andando em sua teia, e usam essa técnica para evitar as fêmeas famintas, que são muito mais propensas a canibalizá-los.
7 – PEIXE ESPERTO



No mundo aquático, tornar-se papai pode ser um jogo de inteligência. Um estudo recente descobriu que os peixes-zebra menores são capazes de se “infiltrar” entre as fêmeas e seus concorrentes maiores, tendo uma boa chance de fertilizar os ovos das fêmeas.

Como muitos peixes, peixes-zebra machos fertilizam os ovos depois que eles são colocados, um processo de fecundação externa conhecido como desova. Tamanho não é documento, né? Cérebro vence músculo.[BBC]

via http://hypescience.com

Como ‘escovar’ os dentes para quadruplicar a proteção contra cáries





Todos falam sobre uma boa escovação, mas será que você realmente sabe como fazer isso?

Um estudo da Universidade de Gotemburgo descobriu uma nova pasta com alta concentração de flúor, que deve ser passada com os dedos nos dentes, que pode quadruplicar a proteção contra cáries.

16 voluntários testaram uma série de técnicas de escovação, usando pastas de dente comuns ou a com muito flúor. “O estudo revelou que aqueles que usaram a pasta com alta concentração de flúor, três vezes ao dia, conseguiram se proteger das cáries quatro vezes mais”, afirma a pesquisadora Anna Nordström.

Em conjunto com a pasta, uma nova técnica de escovação foi desenvolvida: “esfregar” os dentes com os dedos. “Essa massagem provou ser mais efetiva na escovação”, afirma Nordström. “Esfregar a frente dos dedos com pasta é uma boa maneira após o almoço. Mas isso não deve substituir a escovação normal pela manhã e a noite – é um extra”.

Dicas
Escove os dentes pelo menos duas vezes ao dia, após o café da manhã e antes de dormir;
Se necessário, esfregue a pasta com os dedos uma terceira vez, após o almoço;
Se você possui problemas de cáries, use uma pasta especial, com mais flúor;
Evite enxaguar muito e retirar a pasta. [ScienceDaily, foto de Jhoc]
via http://hypescience.com

sábado, 24 de março de 2012

Comer carne de rato vira um negócio da China!

carne-de-rato-hg



A província de Guangdong, que fica no sul da China, tem  reputação de ter estômago de avestruz.
Aparentemente, eles são capazes de digerir qualquer coisa que caia em seus estômagos e, agora, a ideia dos caras é dividir isso com o mundo.
Os caras estão exportando nada mais nada menos que carne de rato comestível e vendendo a coisa a toda a preço de carne de primeira: mais caro que carne de frango ou de porco.

Não é só isso e, antes que a gente diga o que vai dizer agora, é bom você se preparar porque, se a ignorância pode ser uma bênção, este é um daqueles casos que é melhor nem saber.
Pronto?
Eles fazem até BACON de rato.

Wan Shen, um açougueiro de  Guangdong, especializado em carne de rato jura de pés juntos que não há nada de nojento em comer carne de rato.
- Algumas pessoas ficam preocupadas porque acham que a carne de rato não é limpa, mas estes são ratos selvagens, que vivem soltos no meio do mato e não comem lixo. Eles são muito saudáveis e a carne deles é uma iguaria especial.
Quem come — como é o caso de Mo Lin, freguês habitual do açougue de Shen — diz que ama muito tudo isso.
- Eu venho comendo ratos há 10 anos e nunca tive nenhum revertério. Dá pra fritar, assar, gratinar e até cozinhar em água quente. Eles são muito doces e saborosos.
Você teria coragem?
via r7.com

Homem com dois corações sobrevive a ataque cardíaco

Em 2010, um homem chegou a uma sala de emergência em Verona, Itália, com falta de ar, sudorese, e pressão arterial baixa – problemas cardiovasculares, sem dúvida.
Os médicos que o atenderam viam sintomas semelhantes o tempo todo. Mas este homem tinha algo de muito diferente: dois corações. “Nunca tinha visto nada semelhante a este caso”, comentou o Dr. Giacomo Mugnai.
Os médicos descobriram que, alguns anos antes, o homem tinha sofrido um procedimento conhecido como transplante cardíaco heterotópico. Ao contrário de um transplante ortotópico, em que um órgão é removido e outro posto em seu lugar, um transplante heterotópico coloca um novo órgão ao lado de um doente.
Esse tipo de procedimento ocorre às vezes em pacientes cardíacos ou renais. Os cirurgiões podem deixar um rim ou coração no seu lugar se for muito difícil tirá-lo, ou se há esperança de recuperá-lo, após um período de tempo sendo ajudado pelo novo órgão.
No caso do italiano, a equipe de transplante tinha acasalado seu coração com um novo, pois o primeiro estava funcionando de forma ruim. As câmaras e vasos sanguíneos dos dois corações se “casaram”, para que o novo coração apoiasse o antigo.
No entanto, há um risco nisso: o paciente pode desenvolver dois ritmos cardíacos independentes, especialmente em um cenário onde um coração fica um pouco melhor.
Isso é o que aconteceu com o italiano de 71 anos de idade. No início, os médicos tentaram tratamento medicamentoso para corrigir o problema de disritmia, mas sua pressão arterial continuou a cair e, eventualmente, seus corações pararam, ele perdeu a consciência e parou de respirar.
Um choque com um desfibrilador cardíaco trouxe o homem de volta à vida. Em seguida, os cirurgiões substituíram seu marcapasso implantado, e o homem continua saudável hoje, ainda com dois corações.
Segundo os médicos, tais procedimentos são extremamente raros nos dias de hoje. Na década de 1990 e na década de 2000, as máquinas externas chamadas de dispositivos de assistência ventricular poderiam ser usadas para fazer o trabalho do segundo coração, mas eram enormes e muito caras.
Sendo assim, colocar um segundo coração era uma alternativa viável. Hoje, porém, os dispositivos reduziram de tamanho, e se tornaram gerenciáveis e portáteis. Felizmente, os médicos bem treinados que atenderam o italiano estavam conscientes de que algumas pessoas ainda andam por aí com dois corações. Será que isso tem alguma vantagem?

via hipe science

O homem que nunca parou de rir após cirurgia no quadril

Quer viver sempre sorrindo e gargalhando? Que tal fazer uma cirurgia no quadril?
Pelo menos funcionou bem para Huug Bosse, um holandês que passou por uma cirurgia de quadril alguns anos atrás, e não parou de rir desde então. Sua esposa acha irritante, seu irmão e sua filha não aguentam mais, mas Bosse só pode rir descontroladamente em resposta.
Cuidado, seu riso é contagioso! Se você vê-rindo no vídeo, vai rir também. Mas depois de um tempo, cansa. Imagina viver na mesma casa que ele. Deve ser penoso.
A causa de sua condição não é exatamente clara, mas cientistas suspeitam que é provavelmente devido à anestesia da operação.
A esposa de Bosse diz que ele era um homem normal antes da cirurgia. Embora a sua filha e irmão nem sequer o visitam mais por causa de seu riso constante, Huug não acha que haja nada de errado com ele. Ele considera normal uma pessoa ter uma mudança de personalidade depois de uma cirurgia, e diz que seus clientes o consideram a pessoa mais doce do mundo. Já sua esposa diz que ele sempre teve um senso de humor, mas nos últimos dois anos, passa rindo o dia todo.
Apesar de tudo, ainda há uma coisa que pode levar Bosse às lágrimas: o que ele chama de a música mais bonita do mundo, o hino nacional holandês. Se eu fosse a esposa, deixava o hino tocando grande parte do dia para poder ter pelo menos uma conversa séria. E você? Conseguiria conviver com alguém que ri o tempo todo?
via hypy science

Cientistas descobrem possível cura para a calvície

Cientistas descobriram uma possível cura para a calvície. Eles encontraram uma proteína responsável pela queda de cabelo, e futuros tratamentos para a inibir a queda poderiam acabar com a tão odiada calvície.
No entanto, ainda não seria possível reverter os locais já afetados.
Testes foram feitos com o couro cabeludo de mais de 20 homens com queda. Os resultado foi que as áreas calvas revelaram altos níveis da proteína PGD2, três vezes maiores do que as áreas “cabeludas”.
Já existem 10 medicamentos que bloqueiam os receptores de PGD2, e a partir disso os cientistas poderiam desenvolver um creme ou óleo.
“Nossas descobertas devem levar diretamente a novos tratamentos para a causa mais comum de calvície nos homens”, comentou a equipe de pesquisadores.
Futuros estudos são esperados para investigar se os inibidores da proteína também poderiam ajudar nos casos de calvície feminina.

via
Source Logo
via 

domingo, 18 de março de 2012

Como demônios realmente matam pessoas

Um macabro caso de assassinato movimentou a imprensa britânica em Londres, há pouco mais de um ano. Na noite de Natal de 2010, um menino de 15 anos, chamado Kristy Bamu, morreu afogado em uma banheira. Os acusados eram duas pessoas, Eric Bikubi (28 anos) e Magalie Bamu (29), de quem o garoto morto era irmão.
No julgamento, a história que o juiz ouviu é que Kristy “pediu para morrer” depois de não resistir a três dias de uma tortura regada a facas, paus, barras de ferro, um martelo e um formão. O motivo da tortura seria um exorcismo: Kristy Bamu era supostamente um praticante de bruxaria e estaria tomado pelo demônio.
Tanto a vítima quanto os acusados eram descendentes de origem africana, da República Democrática do Congo. Este país, conforme afirmam estudos étnicos atuais, é uma das nações na qual a crença em entidades demoníacas é altamente difundida.
Já houve outros casos de mortes em rituais de exorcismo em um passado recente. Em 2003, nos Estados Unidos, um menino autista de 8 anos foi sufocado até a morte com folhas de caderno em um culto destinado a espantar maus espíritos.
Caso ainda mais impressionante aconteceu na Romênia, em 2005, quando uma mulher de 23 anos alegou estar ouvindo vozes do demônio dizendo a ela que era uma pecadora. Com a ajuda de quatro freiras, um padre a manteve presa a uma cruz por três dias sem comida e água, a boca amordaçada com uma toalha. Ela faleceu por asfixia e desidratação.
O primeiro posicionamento oficial do Vaticano a respeito de exorcismo foi publicado em 1614 e revisado apenas em 1999. Atualmente, a Igreja admite que apenas uma pequena porcentagem das supostas possessões demoníacas são consideradas “autênticas”.
Como oferecem cursos de purificação, proíbem que rituais desta espécie sejam feitos por qualquer pessoa. De qualquer maneira, estes exemplos recentes mostram que a prática do exorcismo não é algo que ficou esquecida na Idade Média. [LiveScience]

VIA:
O universo em um clique